Última hora

Última hora

Manhã sangrenta no Iraque

Em leitura:

Manhã sangrenta no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

O Iraque acordou, esta segunda-feira, com mais uma manhã violenta. Em Bagdade, a explosão de quatro carros armadilhados matou pelo menos quatro pessoas – três polícias e um civil. Os ataques mais importantes visaram patrulhas da polícia e das forças de elite, nos bairros de Waziriya e Karadah, no centro da capital iraquiana.

Além destes atentados, a manhã foi marcada igualmente pelo assassínio de um professor universitário, quando saía de casa. Também em Baaqouba morreram pelo menos sete iraquianos, numa troca de tiros entre as forças da ordem e um grupo de 30 rebeldes. Os insurgentes usaram armas ligeiras e granadas anticarro para atacar a coluna da polícia. Os resultados preliminares das eleições legislativas do dia 15 dão a vitória ao partido que representa o actual poder, a Aliança Unida do Iraque, de maioria xiita. Esta previsão de resultados está a causar a ira da minoria sunita e também de grupos xiitas radicais, afectos ao líder espiritual Moqtada Al-Sadr. Milhares de sunitas saíram para as ruas de Bagdade em protesto, sexta-feira. Também sexta-feira, depois das orações, os seguidores de Al-Sadr manifestaram-se nas ruas do bairro xiita, Sadr City, para pedir a libertação de Ahmed al-Shaibani, um correligionário preso pelas forças britânicas e norte-americanas.