Última hora

Última hora

Brigadas de Al-Aqsa ocupam três edifícios na Faixa de Gaza

Em leitura:

Brigadas de Al-Aqsa ocupam três edifícios na Faixa de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo de 60 homens das brigadas dos mártires de Al-Aqsa, tidas como braço armado do partido Fatah, do presidente Mahmud Abbas, ocupou três edifícios públicos na faixa de Gaza – um tribunal, uma escola e um edifício governamental – e ameaça destruí-los e começar a sequestrar pessoas.

Os homens dizem que Abbas faltou à promessa de lhes dar emprego. Isto na altura em que o Fatah tenta o tudo por tudo para evitar uma vitória do movimento radical Hamas nas legislativas de 25 de Janeiro. O partido vai apresentar uma lista única às eleições. O partido do presidente tem uma luta em duas frentes. Além de enftrentar o Hamas, tem também que fazer face a uma tensão crescente com Israel. Helicópteros do exército israelita lançaram ataques contra nove alvos na Faixa de Gaza. Dois gabinetes usados pelo Fatah, no Norte do território, ficaram parcialmente destruídos. O Tsahal diz ainda ter destruído uma ponte de acesso a uma área de ataque áereo contra Israel. Os ataques aconteceram algumas horas depois da queda, em território israelita, de rockets artesanais disparados da Faixa de Gaza. Três tiros foram reivindicados pelas Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa. Como resposta a este ataque palestiniano, o governo israelita está a criar uma zona tampão, no Norte da Faixa de Gaza, para impedir o lançamento de tiros contra o Estado hebraico.