Última hora

Última hora

Tudo a postos para o lançamento do primeiro satélite de Galileo

Em leitura:

Tudo a postos para o lançamento do primeiro satélite de Galileo

Tamanho do texto Aa Aa

Em Baikonur, no Cazaquistão, ultimam-se os preparativos para o lançamento do primeiro satélite do sistema Galileo. O lançador russo Soyus-FG já está na rampa de lançamento do cosmódromo de Baikonur, de onde deverá descolar às 11h19 locais – serão 5h19 da madrugada em Lisboa. A bordo leva o Giove-A, o primeiro dos trinta satélites da constelação Galileo.

Desenvolvido pela União Europeia e pela Agência Espacial Europeia, o sistema de navegação por satélite da Europa deverá estar operacional em 2008. O lançamento do Giove-A é o primeiro passo. Com 600 quilos e de fabricaçâo britânica, o Giove leva a bordo toda uma panóplia de instrumentos com tecnologia de ponta, entre os quais o relógio atómico mais preciso de todos. Três horas e meia depois do lançamento, o satélite deverá alcançar a sua órbita, a mais de 23 mil quilómetros da superfície da terra, onde activará os seus painéis solares. Com o Galileo, os europeus passam a ter o seu próprio sistema de navegação por satélite, que coabitará com o GPS (Global Positioning System), do qual será, contudo, concorrente. Mas, contrariamente ao congénere norte-americano, o Galileo foi desenvolvido para fins meramente civis. O projecto está orçado em 3,4 mil milhões de euros.