Última hora

Última hora

Ucrânia ameaça frota russa do Mar Negro

Em leitura:

Ucrânia ameaça frota russa do Mar Negro

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia e a Ucrânia estão cada vez mais de costas voltadas. A guerra de nervos atinge não só o gás, como também a frota russa estacionada no Mar Negro. Depois de o grupo semi-estatal russo Gazprom ter ameaçado cortar o fornecimento de gás à Ucrânia, a partir de 1 de Janeiro, agora são os ucranianos a querer multiplicar por vinte as taxas para o estacionamento dos navios russos na Crimeia.

O ministro russo da Defesa, Serguei Ivanov, explica: “Esta frota faz parte do acordo russo-ucraniano assinado em 1997, é uma parte essencial. O segundo aspecto importante é a inviolabilidade das fronteiras. Rever esse acordo seria fatal”. A península da Crimeia, onde está situado o porto de Sebastopol, passou da Rússia para a Ucrânia depois do tratado promovido em 1954 pelo então líder soviético, Nikita Khrushchev. Na base desta querela está a decisão russa de quadruplicar as tarifas que a Ucrânia paga pelo gás russo. O governo ucraniano diz que essas tarifas são irrealistas e um forte golpe para a economia do país, já bastante fragilizada. A questão dos navios surge agora como represália.