Última hora

Última hora

Artistas europeus embaraçam Viena na véspera de assumir a presidência da UE

Em leitura:

Artistas europeus embaraçam Viena na véspera de assumir a presidência da UE

Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria preparava-se para receber a presidência da União Europeia de braços abertos, mas as imagens escolhidas por duas dezenas e meia de artistas europeus para ilustrar o velho continente acabaram por fazer corar o Chanceler WolfgangSchuessel.

O governo austríaco mandou retirar cerca de 400 cartazes encomendados a um grupo de artistas e espalhados por todo o país. Uma das imagens incluia uma cena de sexo a três entre George Bush, a rainha de Inglaterra e Jacques Chirac. Outra mostrava uma mulher vestida apenas com uma tanga impressa com a bandeira da União. Um “discurso da tanga” que em tempo de crise de identidade europeia não suscitou o agrado do país que a partir de 1 de Janeiro vai acolher a presidência rotativa da União. Os austríacos ficaram boqueabertos, uns consideraram as imagens preversas, para outros criticaram a rebeldia juvenil, outros ainda o sexismo puro e duro. Apenas três das 150 imagens do projecto denominado “25 peças” se adequavam no entanto a estes comentários. O projecto financiado pelo governo austríaco pretendia reflectir as diferenças sociais, históricas e políticas no desenvolvimento europeu. Um objectivo artístico que se revelou embaraçoso no plano diplomático, podendo lançar dúvidas sobre a posição austríaca no seio dos 25.