Última hora

Última hora

Alemanha optimista quanto à libertação de ex-diplomata

Em leitura:

Alemanha optimista quanto à libertação de ex-diplomata

Tamanho do texto Aa Aa

A libertação do antigo diplomata alemão Juergen Chroborg e da família, raptados no Iémen na quarta-feira, está a ser mais difícil do que se previa. No entanto, fontes iemenitas e alemãs garantem que as negociações prosseguem a bom ritmo, o optimismo parece ser geral.

O chefe da diplomacia alemã, Frank-Walter Steinmeier, interrompeu as férias para acompanhar de perto o caso. Uma célula de crise foi criada. Chroborg, de 65 anos, reformou-se em Julho passado. Foi secretário de Estado no governo de Gerhard Schroeder, estava de férias com a família e foram todos sequestrados num restaurante à beira de uma estrada, quando a escolta que os protegia se afastou, à hora do almoço, durante uma viagem de carro no sul do país. O ex-diplomata viajava a convite do governo local. Os raptores são membros da tribo local Al-Abdalá, da província de Shabva. Exigem a libertação de cinco membros do seu clã. Chroborg foi o mediador da crise dos 14 turistas europeus, entre eles nove alemães, raptados no Sahara argelino em 2003. Este sequestro acontece dias depois da libertação da arqueóloga alemã, raptada no Iraque no dia 25 de Novembro.