Última hora

Última hora

Filha de Bernard Planche apela à libertação do engenheiro francês

Em leitura:

Filha de Bernard Planche apela à libertação do engenheiro francês

Tamanho do texto Aa Aa

“Chamo-me Isabelle, sou filha de Bernard Planche, refém francês no Iraque. Ele veio ajudar o povo iraquiano a reconstruir o país. Estamos confiantes e temos a certeza que vocês não lhe vão fazer mal. Libertem-no, por favor, é o meu pai e amo-o.” Um apelo, feito na televisão Al-Arabyia, que se junta ao do ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Douste-Blazy, que, recordando que a França não tem quaisquer tropas no Iraque, já pediu a libertação do engenheiro francês, raptado a 5 de Dezembro.

Planche, que trabalhava para uma ONG, no tratamento das águas de Bagdade, apareceu, esta quarta-feira, num vídeo, onde os raptores o ameaçam de morte se a França – dizem – não “puser fim à presença ilegítima no Iraque”. O reitor da mesquita de Paris também apelou à libertação do refém. Dalil Boubakeur diz que não gostaria de “ver aberto um precedente: que um francês em terra muçulmana, tenha a sua vida em perigo ou pura e simplesmente suprimida.” Vários outros líderes religiosos muçulmanos apelaram igualmente à libertação de Planche e dos outros 50 estrangeiros actualmente feitos reféns no Iraque.