Última hora

Última hora

Parlamento acusa Abdel-Halim Khaddam de alta traição

Em leitura:

Parlamento acusa Abdel-Halim Khaddam de alta traição

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento sírio aprovou por unanimidade uma moção, na qual apela ao governo que acuse Abdel-Halim Khaddam de alta traição.

A decisão foi tomada por entre acusações de traição e corrupção ao antigo vice-presidente sírio, um fiel apoiante do pai do actual chefe de Estado. Na origem da polémica, está a entrevista ontem dada à televisão Al-Arabyia em Paris, na qual Khaddam acusa o presidente Bachar al-Assad de ter ameaçado Rafic Hariri semanas antes do atentado que vitimou o antigo primeiro-ministro libanês. Apesar de esperar pelas conclusões do inquérito das Nações Unidas para afastar especulações quanto à autoria moral do atentado, Khaddam de 73 anos revelou que dificilmente um ataque desta envergadura podia ser levado a cabo sem conhecimento do presidente sírio. Damasco desmentiu qualquer envolvimento no atentado que, em Fevereiro passado, vitimou Rafic Hariri e 22 outras pessoas. Na sequência da crise originada pela tragédia, a Síria retirou as tropas que manteve no Líbano durante quase três décadas.