Última hora

Última hora

Ataque a clube da ONU em Gaza prova crescente instabilidade na região

Em leitura:

Ataque a clube da ONU em Gaza prova crescente instabilidade na região

Tamanho do texto Aa Aa

Cinco palestinianos armados atacaram o Clube das Nações Unidas este domingo de madrugada e lançaram engenhos explosivos para o edifício. Os homens armados que amarraram o segurança do clube, feriram-no e atiraram as bombas para dentro do estabelecimento, que estava vazio.

A estrutura ficou destruída. No Clube das Nações Unidas, só são admitidos cidadãos estrangeiros, é conhecido como o único local da cidade de Gaza onde se serve álcool. Tem-se registado uma crescente vaga de anarquia na cidade nos últimos meses, onde grupos armados atacam edifícios governamentais e gabinetes eleitorais, raptam estrangeiros e disparam nas ruas. Este ataque acontece pouco depois de vários grupos radicais palestinianos terem anunciado o fim do cessar-fogo com Israel. Entenda-se que esses grupos passam a tomar iniciativas de ataques contra interesses israelitas ou outros. Registou-se uma escalada da violência desde o início de Dezembro na região, o que levou várias famílias palestinianas a abandonar o território com destino ao Egipto. Há também o receio de uma guerra civil entre o Hamas e a Fatah. Entretanto, dois palestinianos foram mortos no sábado pelo exército israelita na Faixa de Gaza, um terceiro foi ferido. Israel afirma que o grupo se preparava para atirar roquetes contra o território nacional e que estava dentro da zona interdita instaurada pelo Estado hebraico para controlar esse tipo de investidas.