Última hora

Última hora

Périplo do presidente boliviano preocupa Washington

Em leitura:

Périplo do presidente boliviano preocupa Washington

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente eleito da Bolívia, Evo Morales, está em perfeita sintonia com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e declarou estar disposto a integrar a luta antineoliberal e antiimperialista. Morales e Chávez discutiram a cooperação entre os dois países nos sectores económico e energético, prevendo uma aliança dos dois países na sua oposição aos Estados Unidos.

Em conferência de imprensa conjunta, Evo Morales disse, primeiro, que governa em obediência ao povo. Em relação aos plantadores de coca, que considera terem sido diabolizados pelo Ocidente, Hugo Chavez afirmou que a batalha será dura, e são precisos esforços conjuntos para a levar a cabo nas Nações Unidas, na Organização dos Estados Americanos e em todo o mundo. A aliança de Chávez e Morales um ex-líder dos plantadores de coca que foieleito em novembro com mais de 50 por cento dos votos dos bolivianos, tem despertado a preocupação de Washington com sua aproximação com Cuba e a defesa de uma integração das esquerdas no continente contra a política de mercado livre americana. A visita de Morales à Venezuela fez parte de uma viagem de dez dias por sete países, que passou por Cuba. Hoje chega a Madrid, onde deverá ouvir do presidente do governo José Luis Zapatero um pedido para que respeite os investimentos espanhóis na Bolívia.