Última hora

Última hora

Palestinianos atentos a estado de saúde de Sharon

Em leitura:

Palestinianos atentos a estado de saúde de Sharon

Tamanho do texto Aa Aa

A evolução do estado de saúde de Ariel Sharon tem sido atentamente seguida pelos palestinianos. Em Ramallah, na Cisjordânia, as bancas dos jornais atraem mais leitores nestas horas em que um dos dirigentes históricos da região luta contra a morte.

“Enquanto ser humano lamento o que está a suceder e desejo-lhe saúde mas ao mesmo tempo é esquisito porque isto foi também o que aconteceu a Arafat”, afirma uma cidadã palestina. O primeiro-ministro palestiniano, Ahmed Qorei, deseja um rápido restabelecimento ao seu homólogo mas a mudança que se adivinha suscita esperanças contraditórias entre os dirigentes palestinos. Uma situação é no entanto certa, do ponto de vista da deputada Hannan Ashrawi: a ausência de Sharon vai ter consequências – Quais? Desconhece! – mas certamente que “até às eleições israelitas o discurso e acção políticas vãoendurecer.” Entre os radicais do Hamas a satisfação é evidente: “a ausência de um criminoso e extremista como Sharon só pode ser benéfica para a região”. Palavras do porta-voz do movimento islâmico para quem o desaparecimento do primeiro-ministro israelita vai alterar por completo o xadrez político.