Última hora

Última hora

Sharon em estado crítico e ainda na sala de operações

Em leitura:

Sharon em estado crítico e ainda na sala de operações

Tamanho do texto Aa Aa

Ariel Sharon está vivo, sob assistência respiratória, mas o seu estado é crítico na sequência da grave hemorragia cerebral. Após seis horas de intervenção cirúrgica no hospital Hadasa, em Jerusalém, o director da unidade hospitalar informou ainda que o primeiro-ministro israelita continua na sala de operações e isto por mais algumas horas.

Sharon foi hospitalizado de urgência esta quarta-feira por volta das 23 horas locais, menos duas horas em Lisboa, após um mal-estar. Mas logo depois surgiam notícias de que sofreu um grave ataque e derrame cerebral, foi submetido a exames, colocado sob assistência respiratória e levado para a sala de operações. O antigo general de 77 anos, conhecido como “bulldozer”, esteve no centro de uma forte pressão no último ano. Efectuou a histórica retirada da Faixa de Gaza, abandonou o Likud, pediu a dissolução do parlamento, formou o Kadima e a sua família enfrenta um novo escândalo ligado ao financiamento ilegal do Likud. Tornou-se numa das figuras israelitas incontornáveis para o processo de paz e era favorito nas legislativas antecipadas de 28 de Março. O agravamento do estado de saúde de Sharon ocorreu na véspera de entrar no hospital para uma angioplastia coronária, marcada para hoje. A 18 de Dezembro Sharon sofreu um primeiro ataque que levou à descoberta de uma malformação. Deixou o hospital dias depois e os médicos diziam que o incidente foi ligeiro e não tinha deixado sequelas. Devido ao estado de saúde, os poderes de chefe de governo foram transferidos para o vice-primeiro-ministro, Ehud Olmert.