Última hora

Última hora

Confirma-se morte de crianças turcas por H5N1

Em leitura:

Confirma-se morte de crianças turcas por H5N1

Tamanho do texto Aa Aa

A OMS confirma que foi mesmo o vírus H5N1 que matou as crianças turcas. Esta sexta-feira, uma terceira criança faleceu. É a irmã dos dois adolescentes que esta semana também morreram de gripe aviária. A Organização Mundial de Saúde confirma, assim, os três primeiros casos de morte humana por gripe aviária, fora da Ásia Oriental, onde, desde 2003, mais de 70 pessoas morreram.

As vítimas viviam em Dogubeyazit, uma região rural no Leste do país, e viviam em contacto directo com aves infectadas com o vírus H5N1, de acordo com as autoridades turcas. O primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que é urgente que as pessoas aprendam a lidar com as aves e apelou aos imãs, para que, durante os serviços religiosos, ensinem às pessoas a proteger-se da gripe aviária. A falta de protecção e a falta do antiviral Tamiflu nas farmácias são as principais críticas que são feitas ao governo de Ancara. O facto de as vítimas pertencerem à mesma família aumenta o receio de uma transmissão do vírus de homem para homem. Uma hipótese que vai ser investigada no terreno, por uma delegação de peritos da OMS e da Comissão Europeia. No entanto, a hipótese mais provável é a da transmissão por contacto directo com os animais infectados. Nesta zona muito pobre da Turquia, as famílias e os animais vivem sob o mesmo tecto. Agora, as autoridades já mandaram exterminar os animais, mas muitas famílias escondem-nos. Cerca de duas dezenas de pessoas, sobretudo crianças, estão internadas, com os mesmos sintomas.