Última hora

Última hora

Estados Unidos temem consequências para o processo de paz no Médio Oriente

Em leitura:

Estados Unidos temem consequências para o processo de paz no Médio Oriente

Tamanho do texto Aa Aa

O amigo americano partilha a preocupação do povo israelita, ou não fosse Ariel Sharon um aliado de peso da Casa Branca. O presidente dos Estados Unidos apoiou sempre o primeiro-ministro hebraico, por isso George W. Bush reza pela saúde de alguém que considera um bom homem, “um homem com uma visão para a Paz.”

A paz preconizada por Sharon pode estar em perigo. “Está nas mãos de Deus, não haja dúvidas. Penso que Israel, no passado, tem tido a sorte de produzir o tipo de dirigentes que precisam em tempos de crise, e eu estou confiante que o mesmo vai suceder agora, qualquer que seja a saída da situação actual”, referiu o ex-secretário da Defesa norte-americano, Alexander Haig. Para Laurence Eagleburger, antigo secretário de Estado, “Isto coloca em causa tudo o que Sharon estava a tentar alcançar, e com sucesso assinale-se, mas apenas porque era Sharon que o estava a fazer.” Nos Estados Unidos não é apenas a classe política a mostrar-se preocupada. A grande comunidade judaica do país continua a orar para um rápido restabelecimento do velho general.