Última hora

Última hora

Judeus e políticos europeus preocupados com saúde de Sharon e paz

Em leitura:

Judeus e políticos europeus preocupados com saúde de Sharon e paz

Tamanho do texto Aa Aa

Nos momentos difíceis que vive Israel, os líderes europeus unem-se para pedir o prosseguimento das medidas corajosas implementadas por Ariel Sharon e os judeus juntam-se para rezar pela sua sobrevivência e recuperação.

Na capital francesa, a comunidade judaica ouviu o apelo do rabino Joseph Haim Sitruk e juntou-se para pedir as melhoras do primeiro-ministro israelita. Um jovem crente de Paris, Benjamin Major, afirma que Sharon “é um político que implementou uma grande política, que estava no poder não só pelo poder e pelos benefícios, procurava o bem de Israel e do Mundo”. Itália assistiu às mesmas orações, pedidos e preocupações quanto ao futuro. No final das preces na sinagoga de Roma, todos recordaram o carisma e a força que marcaram os últimos meses de governação de Sharon. Um italiano fala em nome da comunidade e diz que “os judeus em Itália estão muito preocupados com o que Sharon está a sofrer”, relembra que “ele salvou o Estado de Israel de situações muito particulares e teve a força de avançar com vista a fazer a paz com os palestinianos”. Na Rússia, país que com os Estados Unidos, União Europeia e a ONU formam o Quarteto responsável pelo roteiro de paz, as orações decorreram na nova sinagoga de Moscovo. O estado de saúde de Sharon é aqui acompanhado de forma particular, tendo em conta o elevado número de cidadãos russos a viver em Israel.