Última hora

Última hora

Libertados italianos raptados no Iémen

Em leitura:

Libertados italianos raptados no Iémen

Tamanho do texto Aa Aa

Os reféns italianos que se encontravam detidos no Iémen foram libertados. Os cinco turistas, dois homens e três mulheres, foram raptados no domingo perto de Marib, a cerca de 170 quilómetros a leste da capital iemenita Sanaa, por homens da tribo dos Zaydi que queriam pressionar o Governo a fim de obter a libertação de oito dos seus, detidos por um caso de delito comum.

De acordo com as autoridades iemenitas os cidadãos italianos encontram-se bem de saúde. O rapto dos italianos ocorreu um dia depois da libertação do antigo secretário de Estado alemão para os Negócios Estrangeiros, Jurgen Chrobog, e da sua família, após quatro dias de detenção. O Iémen é o país mais pobre da península Arábica, composto por uma sociedade tribal na qual cada clã se rege por normas tradicionais que se opõem frequentemente às leis do Estado. O rapto de estrangeiros tem-se tornado frequente nos últimos tempos o que motivou uma manifestação de iemenitas que temem as consequências nefastas para o turismo.