Última hora

Última hora

A gripe das aves alastra da Turquia

Em leitura:

A gripe das aves alastra da Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Foi confirmada a existência de seis casos de infecção humana com a estirpe H5N1. Todavia as análises realizadas no laboratório britânico de Weybrigde referem que entre as três crianças falecidas esta semana, apenas duas tinham contraído o vírus temido.

Além dos casos registados junto à fronteira Oriental turca, o que levou à implementação de medidas de desinfecção por parte das autoridades iranianas, foram detectados casos de aves infectadas em mais quatro regiões do leste e do sudeste do país e numa localidade próxima de Ancara. Na capital encontram-se ainda os especialistas da Organização Mundial de Saúde (OMS), retidos pelo mau tempo. A equipa da OMS deverá chegar ao hospital de Van apenas no domingo para estudar se o contágio se efectuou entre humanos, embora a hipótese privilegiada seja a do contágio por contacto com aves infectadas. A destruição maciça de aves já começou no leste Turquia, mas os autóctones queixam-se da morosidade do processo. E há mesmo quem se interrogue se o surgimento de cães mortos não se deverá igualmente à gripe das aves.