Última hora

Última hora

Sequestradores iraquianos abandonam refém francês

Em leitura:

Sequestradores iraquianos abandonam refém francês

Tamanho do texto Aa Aa

Bernard Planche pode considerar-se um homem com sorte. O engenheiro francês que tinha sido sequestrado no Iraque a 5 de Dezembro encontra-se em liberdade. As circunstâncias do fim do sequestro devem-se ao acaso. Aparentemente, os raptores iam transferi-lo para outro local mas abandonaram o gaulês dentro do carro quando se aperceberam da existência duma barragem militar de controlo nas proximidades.

Em Paris, o chefe da diplomacia francesa, Philippe Douste-Blazy foi parco nas palavras dizendo apenas que Bernard Planche estava livre e que tinha sido encontrado pelas forças da coligação. As autoridades gaulesas foram imediatamente informadas e o presidente pode anunciar este final feliz à família do refém, concluiu. Bernard Planche trabalhava para uma ONG e no dia seguinte ao rapto a embaixada francesa em Bagdade manifestou o seu descontentamento em relação à atitude do engenheiro. É que este não tomava medidas de segurança e revelava-se mesmo imprudente, tendo mesmo sido alertado várias vezes. Os sequestradores exigiram a retirada das tropas francesas do país. O problema é que a França não possui militares no Iraque e sempre se manifestou contrária à invasão.