Última hora

Última hora

Ariel Sharon reage aos primeiros estímulos

Em leitura:

Ariel Sharon reage aos primeiros estímulos

Tamanho do texto Aa Aa

“Ainda é cedo para se determinar se Ariel Sharon guardará sequelas das hemorragias cerebrais sofridas” é o que diz o responsável do hospital de Hadassah, em Jerusalém, Shlomo Mor Yoessef, no seu último relatório médico sobre os progressos do estado de saúde do primeiro-ministro israelita.

Sharon está a partir de hoje a ser tirado gradualmente do coma artificial, tendo começado a respirar de forma autonóma e mexido progressivamente os membros, o braço direito e o pé direito, sinais positivos mas que mantêm a incógnita quanto às consequências das graves hemorragias refere Mor Yossef. A manutenção das capacidades respiratórias no boletim médico da manhã, é também um sinal positivo, “mas não significa que Ariel Sharon recupere as restantes capacidades mentais e físicas” comenta o professor Felix Umasky, o neurocirurgião que operou Sharon. “Ainda temos muito caminho a percorrer antes de poder falar da suas capacidades físicas e cognitivas. Estamos a fazer todo o possível para que ele melhor”, declarou.Os médicos continuam a reduzir os anestésicos ministrados desde a primeira operação. Este processo pode levar vários dias mas as primeiras reações aos primeiros estímulos à dor são claras.