Última hora

Última hora

Médicos começam esta manhã a despertar Sharon do coma induzido

Em leitura:

Médicos começam esta manhã a despertar Sharon do coma induzido

Tamanho do texto Aa Aa

Ariel Sharon vai começar esta manhã a ser gradualmente despertado do coma induzido em que se encontra. A equipa médica do hospital Hadassah de Jerusalém decidiu iniciar o processo de retirada do coma artificial do primeiro-ministro israelita para avaliar a capacidade de reacção e a extensão dos danos cerebrais sofridos.

Uma medida que está dependente de determinadas condições, como explica o director do hospital Shlomo Mor Yossef. “Diversos sinais nas imagens do cérebro do primeiro-ministro mostram uma ligeira melhoria. Todos os sinais vitais estão dentro dos níveis normais e mesmo a febre do primeiro-ministro foi normal”, garantiu o professor Yossef. Na passada quarta-feira, Ariel Sharon sofreu um grave derrame cerebral. Após três complicadas cirurgias, a equipa médica do hospital Hadassah conseguiu conter a hemorragia. Desde então, o primeiro-ministro israelita está em estado crítico, mas estável. Os clínicos consideram que Sharon tem fortes probabilidades de sobrevivência, mas a carreira política está seguramente acabada. Em meados de Dezembro, Sharon tinha sofrido um ligeiro AVC, mas tudo se complicou na semana passada, na véspera de ser submetido a um cateterismo.