Última hora

Última hora

Turquia e OMS confirmam 14 casos humanos de infecção com H5N1

Em leitura:

Turquia e OMS confirmam 14 casos humanos de infecção com H5N1

Tamanho do texto Aa Aa

Face à progressão do vírus da gripe das aves, uma onda de pânico tomou conta da Turquia. Ao mínimo sintoma a população corre para o hospital. Dezenas de pessoas estão hospitalizadas em todo o país. Até agora, as autoridades confirmaram 14 casos de infecção com o H5N1, a estirpe mais perigosa do vírus. Os números incluem as três crianças mortas há uma semana. Esperam-se os resultados dos exames de todas as pessoas internadas, como explica o ministro turco da Saúde.

A Turquia foi, na semana passada, o primeiro país fora da Ásia a apresentar casos humanos de gripe das aves: três crianças da mesma família da aldeia de Dogubeyazit, no Leste. A região foi visitada esta segunda-feira pelo ministro turco da Saúde e pela missão da Organização Mundial de Saúde (OMS), que teme uma mutação do vírus. Até aqui regista-se, apenas, o contágio no contacto com animais. A OMS e a União Europeia consideram que Ancara reagiu de forma adequada aosfocos detectados em 15 províncias. A reacção contrasta com as críticas de habitantes de diversas aldeias do Leste que acusam o governo de falta de assistência, quer em termos médicos, quer ao nível do abate de aves. Há quem resista a matar as aves de criação e outros reagem de forma perigosa: matando-as e atirando-as para poços e cursos de água, na ausência de pessoal qualificado. A situação preocupa a União Europeia. Na fronteira alemã, que acolhe uma grande comunidade turca, multiplicam-se os controlos. Bruxelas decidiu hoje proibir também a importação de penas não tratadas de seis Estados fronteiriços da Turquia, sujeita, desde Outubro, a um embargo à carne e produtos derivados de aves.