Última hora

Última hora

CE descontente com contas do Reino Unido e satisfeita com Itália

Em leitura:

CE descontente com contas do Reino Unido e satisfeita com Itália

Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido tem de tratar da pasta das Finanças e deve, assim que possível, pôr fim à situação de défice excessivo. Este é o teor da recomendação que, esta quarta-feira, a Comissão Europeia (CE) vai fazer a Londres.

Há dois anos que o défice britânico ultrapassa o limite dos três por cento do PIB e, sem mudanças na política, Bruxelas prevê que continue com défice excessivo. Londres tem de respeitar o Pacto de Estabilidade, mesmo sem ter aderido ao euro. Contudo, não estará sujeito a sanções financeiras.

A recomendação de Bruxelas, respeitante ao procedimento por défice excessivo, deverá, depois, ser validada pelos ministros das Finanças da União.

A Itália, pelo seu lado, tem boas notícias: reviu em baixa o seu défice público, também ele acima do limite dos 3% do PIB. No programa de estabilidade, apresentado, esta terça-feira, por Roma à Comissão Europeia – e que muito agradou ao comissário Joaquin Almunia -, o governo italiano prevê, para este ano, um défice de 3,5% do PIB, contra os 3,8% previstos em Setembro último.

Giulio Tremonti, o ministro italiano da Economia, afirmou que “é difícil manter uma política orçamental rigorosa em período de campanha eleitoral.”

A Itália, que foi alvo de um procedimento por défice excessivo no ano passado, vai ter eleições legislativas em Abril próximo.