Última hora

Última hora

A vida de Ali Agca

Em leitura:

A vida de Ali Agca

Tamanho do texto Aa Aa

Há 23 anos João Paulo II visitou Mehmet Ali Agca. O antigo militante ultra-nacionalista turco tem hoje 48 anos, quase 25 dos quais passados nas prisões italianas e turcas.

Atentou contra a vida de João Paulo II, mas mesmo antes do atentado estava detido por outros delitos. Conseguiu fugir da Turquia. Passou 19 anos nas cadeias italianas, foi transferido em 2000 para Istambul, onde viu a sua pena reduzida graças à reforma do código penal turco exigido pela União Europeia. Agca foi perdoado por Sua Santidade que, em 1983, o visitou na prisão onde mantiveram uma longa conversa cujo conteúdo nunca foi divulgado. Quase 25 anos depois do atentado as opiniões sobre a personalidade de Agca dividem-se. As suas faculdades mentais são alvo de controvérsia. Ele apresentou-se como o novo messias. Para uns é um jogo que lhe permitiu atingir os seus objectivos, para outros tratam-se de sinais de uma clara demência Quando, no dia 13 de Maio de 1981, Agca dispara sobre o Papa, na Praça de S. Pedro, em Roma, tinha 23 anos e era militante da extrema direita turca.Depois desse dia a versão sobre o motivo do crime era reinventada a cada declaração. Esta atitude contribuiu para confundir as mais diversas pistas e enfraquecer todas as versões. Uma das teses diz que Agca foi recrutado pelos serviços scretos búlgaros por ordem do KBG, uma teoria que nunca foi provada.