Última hora

Última hora

Funcionários escolares com cadastro lança polémica no Reino Unido

Em leitura:

Funcionários escolares com cadastro lança polémica no Reino Unido

Tamanho do texto Aa Aa

A ministra britânica da Educação encontra-se no centro de uma polémica que pode valher-lhe a perda do cargo. É pelo menos essa a vontade da oposição conservadora que pede a demissão de Ruthe Kelly por o seu Ministério ter permitido a colocação nas escolas de pessoas com cadastro por crimes sexuais.

Num país ainda sentido pelas mortes de Holly e Jessica, assassinadas em 2002 pelo auxiliar da escola que frequentavam, Ian Huntley, esta é matéria que inflama os espíritos. A polémica foi desencadeada por um caso registado em Norkfolk, no Noroeste de Inglaterra, onde um cadastrado, que fazia parte da lista de pedófilos estabelecida pelo governo em 1997, conseguiu emprego numa escola. A ministra declarou que assumia toda a responsabilidade pelos erros cometidos, mas recebeu o apoio do primeiro-ministro Tony Blair, que garantiu que RutheKelly vai continuar no cargo.