Última hora

Última hora

Gripe das aves penaliza indústria do turismo na Turquia

Em leitura:

Gripe das aves penaliza indústria do turismo na Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

A epizootia de gripe das aves alastra pela Turquia e dá azo a comportamentos extremos, mesmo se não há notícia de novos casos de infecção com a variante humana da doença.

O vírus estende-se já a 30 das 81 províncias turcas, ameaçando as receitas turísticas. Até os veraneantes cedem à psicose e diversas agências de viagens anunciaram o cancelamento de numerosas reservas. Uma turista afirma: “Da última vez, disseram-nos que só havia perigo se tivéssemos contacto com aves. No entanto, as pessoas continuam a comê-las. Já não sei nada”; “Penso que o risco é reduzido desde que não haja contacto directo com as aves”, diz outro inquirido. Já outra veraneante confessa: “Os meus pais disseram-me para, em Istambul, ter cuidado, não comer nada, nem tocar em nada”. Quinze pessoas foram infectadas na Turquia, o único país fora do Sudeste Asiático onde há registo de contaminação com a variante humana da doença.Desses casos, pelo menos dois tiveram consequências fatais, enquanto o estado de saúde de outros dois pacientes piorou nas últimas horas. As autoridades de Ancara já sacrificaram 300 mil aves e intensificam esforços para controlar a epizootia. Medidas que a OMS considera adequadas.Porém, para a próxima fase de prevenção e combate à doença a nível mundial, a organização, responsável nos próximos dias pelas conferências sobre a gripe das aves em Tóquio e Pequim, prevê que seja necessário dispôr de 1400 milhões de dólares.