Última hora

Última hora

Turquia coloca em liberdade homem que tentou matar João Paulo II

Em leitura:

Turquia coloca em liberdade homem que tentou matar João Paulo II

Tamanho do texto Aa Aa

Foi sob fortes medidas de segurança que as autoridades turcas libertaram o homem que quis matar o Papa João Paulo II em 1981. Mehmet Ali Agca deixou esta manhã a prisão de Kartal em Istambul, na Turquia, para onde foi extraditado em 2000, após 19 anos de prisão em Itália.

Na Turquia cumpriu pena por homicídio e assaltos a dois bancos. Beneficia agora da amnistia decretada em 2002 e das reduções de pena previstas pela revisão do código penal turco, exigida pela União Europeia. Dezena e meia de ultra-nacionalistas juntaram-se à porta da prisão para saudar e apoiar Ali Agca. A libertação é controversa e contestada, sobretudo, pela família do jornalista assassinado por Ali Agca em 1979. O antigo militante ultra-nacionalista turco, hoje com 48 anos, seguiu para o hospital para um exame médico e deverá entrar no Exército para cumprir o serviço militar obrigatório, que nunca realizou. Ali Agca mantém até hoje o mistério sobre as razões do atentado contra o Papa. A possível demência do autor mistura-se com um alegado plano de assassinato dos serviços secretos búlgaros e KGB, mas até hoje não se comprovou nenhuma das versões.