Última hora

Última hora

Número dois da al-Qaida escapou a raid aéreo

Em leitura:

Número dois da al-Qaida escapou a raid aéreo

Tamanho do texto Aa Aa

O número dois da al-Qaida, Aymane al-Zawahiri, não se encontra entre a destruição provocada por alegados ataques aéreos norte-americanos no norte do Paquistão. A informação foi divulgada por um alto responsável paquistanês. Alguns órgãos de comunicação social norte-americanos avançaram com a hipótese al-Zawahiri ter sido uma das vítimas mortais de um ataque aéreo telecomandado, alegadamente ordenado pelos serviços secretos norte-americanos. O Pentágono negou ter efectuado qualquer operação.

Pelo menos 18 pessoas, entre as quais cinco mulheres e crianças, morreram no ataque à vila de Domadol, junto à fronteira com o Afeganistão, uma zona tribal onde se crêem existirem militantes talibãs. Al-Zawahiri é um cirurgião egípcio, condenado à morte no seu país, é considerado como o braço direito e médico pessoal de Ossama Bin Laden. Os Estados Unidos oferecem 25 milhões de dólares pela sua cabeça.