Última hora

Última hora

Quarenta dias de luto no Kuwait

Em leitura:

Quarenta dias de luto no Kuwait

Tamanho do texto Aa Aa

O xeque Jaber al-Sabah foi a enterrar este domingo, depois de ter falecido durante a madrugada. Milhares de pessoas compareceram nas cerimónias fúnebres, incluindo personalidades e dignitários do mundo árabe.

O governo já nomeou o novo Emir do país. É o príncipe herdeiro Saad Abdallah al-Sabah de 75 anos, o 14° da dinastia. Saad sofre de sérios problemas de saúde, que chegaram mesmo a afastá-lo do cargo de primeiro-ministro, há dois anos. O Kuwait diz assim adeus a um chefe de Estado que, durante 29 anos, conduziu os destinos de um pequeno mas rico país. Um período marcado pela guerra entre o Irão e o Iraque na década de 80. Em 85, o Emir escapou ileso a um atentado perpetrado por militantes pró-iranianos. No início da década de 90, Jaber al-Sabah foi obrigado a fugir para a Arábia Saudita, de forma escapar à invasão iraquiana. Depois da intervenção dos Estados Unidos, o xeque regressou e dirigiu a reconstrução do país. Jaber al-Sabah viveu os últimos dias fisicamente limitado, depois de, em 2001 ter sofrido uma hemorragia cerebral. O governo decretou 40 dias de luto.