Última hora

Última hora

Alemanha, França e Reino Unido estão a ultimar a resolução a entregar na

Em leitura:

Alemanha, França e Reino Unido estão a ultimar a resolução a entregar na

Tamanho do texto Aa Aa

Agência Internacional de Energia Atómica (AEIA) para submeter o Irão ao Conselho de Segurança das Nações.Faltará apenas convencer a China a juntar-se à “troika” europeia e aos Estados Unidos.

A Rússia recomendou prudência mas nesta altura encontra-se mais perto da posição da comunidade internacional que do Irão. O ministro britânico dos Negócios estrangeiros explica que estão a ser acordadas condições e prazos. Jack Straw diz que depois o assunto ficará sob responsabilidade do Conselho de Segurança. Foi pedida uma reunião de emergência da Agência Internacional de Energia Atómica. O encontro estaria previsto para o mês que vem mas a urgência na resolução do conflito leva a que seja realizada no máximo na semana que vem. As autoridades iranianas não se deixam intimidar pela pressão da comunidade internacional e ameaçam retaliar caso o dossiê nuclear vá mesmo parar ao Conselho de Segurança da ONU. O ministro das Finanças e Economia garante que se o Irão for objecto de sanções, o preço do petróleo vai disparar. E o ouro negro já está suficientemente caro. Ao final do dia era negociado an quase 63 dólares por barril no mercado de Londres. Enquanto as imagens que nos chegam do Irão são de total apoio ao presidente, no estrangeiro a diáspora aproveita para criticar o regime. Em frente ao edifício na capital britânica onde decorreu a reunião entre representantes diplomáticos da “troika” europeia, dos Estados Unidos, da Rússia e da China, um grupo de cidadãos manifestou-se contra Mahmud Ahmadinejad.