Última hora

Última hora

Irão e Nigéria fazem subir preço do petróleo

Em leitura:

Irão e Nigéria fazem subir preço do petróleo

Tamanho do texto Aa Aa

O preço do petróleo esteve em alta, esta segunda-feira, com as notícias sobre o Irão mais uma vez a impulsionaresm os preços.

Com os mercados dos Estados unidos fechados, as atenções viraram-se para a cotação do Brent do Mar do Norte, negociado no mercado petrolífero de Londres, que subiu mais de 50 cêntimos em relação ao preço anterior, para um valor acima dos 63 dólares. As autoridades do Irão já avisaram que a eventual imposição de sanções por parte das Nações Unidas causaria uma subida ainda maior dos preços.

O Irão é o segundo maior produtor da OPEP. No ano passado saíram dos poços iranianos mais de 4,2 milhões de barris diários, dos quais mais de metade foi para exportação. As receitas que o país gerou com o petróleo cifraram-se em 41 mil milhões de dólares.

A situação na Nigéria está também a fazer subir os preços. A produção petrolífera do país está reduzida a um sexto, por culpa da violência no Delta do Níger.

Domingo, um grupo de rebeldes atacou uma estação de bombeio e matou 14 soldados nigerianos. Este episódio segue-se à explosão, na semana passada, de um oleoduto, que fez o país perder mais de 100.000 barris diários de produção.

O gigante anglo-holandês Shell começou a evacuar as várias instalações petrolíferas que tem na região. A nigéria é o sexto maior produtor da OPEP.