Última hora

Última hora

Metalúrgicos italianos cortam estradas

Em leitura:

Metalúrgicos italianos cortam estradas

Tamanho do texto Aa Aa

O trabalhadores metalúrgicos italianos cortaram várias estradas do país, em protesto por aumentos salariais.

O sindicato dos metalúrgicos, que é o maior do sector privado italiano, marcou para esta terça-feira uma greve de 24 horas.

A principal reivindicação é um aumento de mais de cem euros mensais no contrato colectivo que termina no final deste ano. Os acordos têm a duração de dois anos; o último terminou em Dezembro de 2004.

Diz um dos grevistas, “somos obrigados a pedinchar aquilo a que temos direito, ou seja, os aumentos que foram decididos no acordo de 2003. Isso apesar desse aumento nem sequer compensa a diminuição do poder de compra”.

Os metalúrgicos têm vindo a protestar e a fazer greves, com alguma regularidade, desde a assinatura do último acordo.

Desta vez, o protesto foi mais longe. Uma das artérias cortadas foi a autoestrada que liga Milão a Turim, o que acontece a menos um mês do arranque dos jogos olímpicos de Inverno, marcados para esta última cidade.

Os sindicatos concordaram em não cortar estradas durante os jogos.