Última hora

Última hora

Americanos apreensivos com ameaças da al-Qaida

Em leitura:

Americanos apreensivos com ameaças da al-Qaida

Tamanho do texto Aa Aa

Desconfiança e preocupação. Assim reagem os norte-americanos à mensagem de Osama Bin Laden difundida ontem pela estação de televisão árabe al-Jazeera. Apesar das ameaças, as autoridades americanas disseram não ter indícios sobre a proximidade de um ataque no país.

Contudo, o vice-presidente Dick Cheney, afirmou, relativamente à luta antiterrorista, que havia ainda muito trabalho a fazer. Os Estados Unidos enfrentam inimigos que têm como propósito declarado atingir gravemente qualquer nação que se oponha aos seus objectivos, nomeadamente a criação de um império islâmico radical no Médio Oriente. Por isso, sublinhou, compete à América assumir a responsabilidade de liderar a guerra contra o terrorismo. No entanto, mesmo não havendo actualmente sinais específicos sobre a preparação de um atentado, os meios comunicacionais e de propaganda na posse da Al-Qaida fazem pressupor que a rede terrorista tem condições para preparar um ataque de grande enverdadura. Essa é pelo menos a opinião de Ben Venkze, um especialista norte-americano em terrorismo. O perito considera ainda ser pouco provável que a difusão da mensagem seja um sinal em direcção a uma célula adormecida. O facto é que as autoridades norte-americanas decidiram não alterar o nível de alerta actualmente em vigor.