Última hora

Última hora

A morte do "pai do Kosovo" entristece kosovares

Em leitura:

A morte do "pai do Kosovo" entristece kosovares

Tamanho do texto Aa Aa

Os kosovares vivem hoje um dia de tristeza e consternação. A morte o presidente Ibrahim Rugova foi sentida em Pristina como uma perda profunda, como quem perde um pai. “Estou muito triste. Ele sempre se bateu pela independência e custa-me que não possa assistir à realização desse sonho” desabafa um homem.

“Toda a sua vida trabalhou para os habitantes do Kosovo. Se pudesse ter vivido um pouco mais de tempo veria a independência” comenta um outro. Admirado como um homem de paz, um apaziguador, o receio para alguns sérvios-croatas em Belgrado é que as coisas piorem agora que ele partiu. “Acredito que há uma forte possibilidade para que a situação no Kosovo mude e se torne mais radical com os políticos que o vão suceder. É o que penso dos associados do Rugova. “Eu não creio que a sua morte vá mudar qualquer coisa no Kosovo. Ele faziaparte de um plano maior. Os albaneses vão continuar a lutar pelos seus objectivos que é independencia. Ele era uma peça dessa máquina.