Última hora

Última hora

A Geórgia e a Rússia trocam acusações no âmbito da guerra do gás

Em leitura:

A Geórgia e a Rússia trocam acusações no âmbito da guerra do gás

Tamanho do texto Aa Aa

Em plena vaga de frio a guerra do gás aquece os ânimos entre Moscovo e Tiblissi. A Rússia interrompeu o fornecimento de gás à Geórgia e à Arménia após duas explosões ocorridas durante a noite no principal gasoduto que alimenta estas duas ex-repúblicas soviéticas do Cáucaso.

As duas explosões deram-se de madrugada no troço principal e numa derivação secundária do gasoduto Mozdok-Tbilissi, do lado russo, não distante da fronteira com a Geórgia. Investigadores russos foram enviados para o local para determinar as causas das explosões. As autoridades ainda não avançaram nenhuma explicação mas admitem explorar todas as pistas, incluíndo a possibilidade de ataques terroristas e sabotagem. Um porta-voz russo referiu que a reparação do gasoduto demorará vários dias, devido às difíceis condições meteorológicas. Este incidente ocorre num momento em que Moscovo pretende aumentar o preço do gás com destino aos países da ex-URSS em vias de deixar a esfera de influência russa, como a Geórgia. As relações russo-georgianas degradaram-se desde a chegada ao poder em Tbilissi do presidente pró-ocidental Mikheil Saakachvili.