Última hora

Última hora

Palestinianos escolhem hoje novo governo

Em leitura:

Palestinianos escolhem hoje novo governo

Tamanho do texto Aa Aa

Uma década depois do primeiro sufrágio ter garantido a presença do Fatah na cúpula do poder executivo, os palestinianos elegem hoje um novo governo. Em 1996 o movimento radical Hamas boicotou o escrutínio, mas desta vez também entra na corrida e constitui a principal incógnita, joga-se o futuro da vida política palestiniana.

A imagem de ser imune à corrupção, ao contrário da ideia que o Fatah transmite e as acções de caridade a que está associado, são os principais responsáveis pela popularidade que os estudos de opinião indicam ter. A autoria de inúmeros atentados à bomba contra Israel e uma demarcação do actual processo de paz lançam receios de que a acção armada pode aumentar. As últimas sondagens indicam que o Fatah, o movimento fundado por Yasser Arafat e liderado por Mahmoud Abbas vai obter 59 assentos parlamentares enquanto o Hamas recolhe menos 5. Apesar de tudo, Abbas e Jimmy Carter, antigo presidente dos Estados Unidos, envolvido na monitorização do processo eleitoral, acreditam que a presença do Hamas na vida política palestiniana vai conduzir a uma progressiva desradicalização do movimento. Nos últimos dias circulou a ideia de existirem contactos entre os dois principais partidos no sentido de se avaliar a possibilidade de uma coligação governamental. Para que as eleições de hoje decorram de uma forma livre e justa, quase todos os grupos armados prometeram tréguas.