Última hora

Última hora

Angela Merkel responde ao apelo dos reféns e promete trazê-los para casa

Em leitura:

Angela Merkel responde ao apelo dos reféns e promete trazê-los para casa

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha recebeu hoje o apelo dramático dos dois engenheiros raptados há três dias, no Iraque. O vídeo difundido pela al-Jazeera não tem som mas, segundo a televisão árabe, os dois reféns, rodeados de homens armados, pedem a Berlim que faça tudo para obter a rápida libertação.

O grupo de raptores, desconhecido até agora, auto-intitula-se “Brigada dos Partidários do Monoteísmo e a Sunna” e não faz exigências. A Alemanha reagiu. Na primeira declaração sobre o assunto, a chanceler alemã pediu aos raptores que libertem imediatamente os dois homens. Emocionada pelas imagens do vídeo, Angela Merkel afirmou que “a integridade física e psicológica dos reféns é a prioridade máxima” e que “o governo fará tudo para os libertar e trazer sãos e salvos para casa”. René Braenlich e Thomas Nitzschke foram raptados terça-feira em Baiji, a 180 quilómetros a Norte de Bagdade, quando saiam de casa para o trabalho na maior refinaria do país. Um iraquiano diz que “se os raptores são mesmo iraquianos e defendem os interesses nacionais deveriam então libertar os alemães, porque são amigos e ajudam o país”. Este rapto ocorre quando a Alemanha se interroga ainda sobre as circunstâncias da libertação da arqueóloga Susanne Osthoff em Dezembro, após um mês de cativeiro.