Última hora

Última hora

Corrida renhida para a segunda volta das presidenciais

Em leitura:

Corrida renhida para a segunda volta das presidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

Os finlandeses regressam este domingo às urnas para a segunda volta das presidenciais, mas a corrida está mais renhida do que nunca. Segundo as derradeiras sondagens, a presidente cessante e candidata social-democrata, Tarja Halonen, deverá conseguir 51 por cento. Na primeira volta obteve pouco mais de 46.

O rival é Sauli Niinistö, que no passado dia 15, conseguiu 24% dos votos. Agora, o candidato conservador e vice-presidente do Banco Europeu de Investimento está creditado com 49% e conta com o apoio do primeiro-ministro centrista, derrotado na primeira volta. A corrida é renhida face à margem de erro das sondagens de três pontos mas os analistas não prevêem a derrota de Halonen. O voto antecipado, possível até ontem, mostra um maior interesse dos eleitores. A taxa de participação é maior do que na primeira volta. Os últimos dias de campanha permitiram aos candidatos diferenciarem as posições em temas como mundialização, trabalho e defesa, em especial, a consulta popular sobre a adesão à NATO. Sauli Niinistö quer uma decisão nos próximos seis anos, enquanto, Tarja Halonen diz que não há pressa.