Última hora

Última hora

Karzai defende financiamento para plano de reconstrução do Afeganistão

Em leitura:

Karzai defende financiamento para plano de reconstrução do Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Londres acolhe desde hoje uma conferência internacional sobre o Afeganistão.O evento de dois dias será presidido pelo chefe de Estado afegão Hamid Karzai, pelo primeiro-ministro britânico Tony Blair e pelo secretário-geral das Nações Unidas Kofi Annan.No encontro, Karzai deverá apresentar um plano de reconstrução e reformas a cinco anos para o qual espera angariar 4 mil milhões de dólares anuais, entre os 51 países, 17 observadores e 12 organizações internacionais participantes.

Desde 2001, o Afeganistão recebeu 15 mil milhões de dólares de ajudas internacionais, mas grande parte da população permanece abaixo do limiar da pobreza e malnutrida; 25% das crianças do país morrem antes dos cinco anos. Apenas um quinto do auxílio é canalizado directamente para o governo de Cabul, mas os afegãos atribuem a miséria aos dirigentes do país, como explica Zaman Khan: “Foi dada muita ajuda ao governo do Afeganistão, mas essa ajuda foi toda para os bolsos dos poderosos. Éramos pobres e continuamos pobres. Ninguém está preocupado connosco.” Desde 2001, escândalos de corrupção envolveram milhares de ONG, que recebem oitenta por cento dos donativos internacionais. É que, apesar de terem sido reconstruídas estradas, escolas e hospitais e se ter procedido ao realojamento de milhões de refugiados, muito está por fazer, por exemplo no combate à produção de droga, que continua a representar um terço da economia afegã.