Última hora

Última hora

Holanda reforça presença militar no Afeganistão

Em leitura:

Holanda reforça presença militar no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro holandês, Jan Peter Balkenende, viu esta quinta-feira o parlamento aprovar o envio de uma força suplementar de 1200 militares holandeses para o Afeganistão, depois de uma sessão plenária de quase 10 horas.

A aprovação da moção coloca um ponto final num debate que já se arrastava há meses e que ameaçava fazer cair o governo. Os democratas liberais, membros dacoligação governamental, opunham-se ao envio de mais forças para aquele país. O novo contingente vai integrar as operações da NATO da ISAF, Força de Assistência à Segurança no âmbito da denominada “Liberdade Duradoura”. O objectivo da Aliança Atlântica é reforçar a segurança no Sul do país, considerada a zona mais violenta. Os militares holandeses vão operar na conturbada província de Uruzgan, que a par de Kandahar, é uma região onde existem numerosos rebeldes e traficantes de droga. O facto dos soldados terem de operar neste cenário de guerra preocupava os democratas-liberais holandeses. Mas a moção foi aprovada e agora mais um contingente militar de um país com tradições de neutralidade vai permanecer no Afeganistão durante dois anos.