Última hora

Última hora

Caricaturas: Manifestações contra insultos ao Islão continuam na Ásia

Em leitura:

Caricaturas: Manifestações contra insultos ao Islão continuam na Ásia

Tamanho do texto Aa Aa

O rastilho das caricaturas do profeta Maomé continua a incendiar manifestações um pouco por toda o mundo. No Afeganistão protestos contra a Dinamarca tomaram de assalto várias localidades do país. Na cidade de Mehtarlam, no leste, uma pessoa morreu e pelo menos quatro ficaram feridas.

Em Jacarta, capital da Indonésia, o maior país muçulmano do mundo, também se verificou uma manifestação. Outras regiões que fazem parte do dominó da indignação popular esta segunda-feira são Banguecoke, na Tailândia, Teerão, no Irão e Kout, no Iraque. O ministério dos negócios estrangeiros dinamarquês aconselhou os seus cidadãos a evitarem pelos menos 14 países Muçulmanos. Também hoje, o governo libanês apresentou desculpas oficiais à Dinamarca pela destruição da sua representação diplomática em Beirute. As forças de segurança libanesas encontram-se de prevenção nos pontos considerados sensíveis. Os violentos protestos de domingo provocaram pelo menos um morto por inalação de fumo e 47 feridos, incluindo 19 polícias. Quase 180 indivíduos foram detidos. Esta segunda-feira, a Suécia reclamou da União Europeia e de vários países árabes uma iniciativa comum com o objectivo de debelar a crise.