Última hora

Última hora

Colonos contra Ehud Olmert devido a desmantelamento de colonatos na Cisjordânia

Em leitura:

Colonos contra Ehud Olmert devido a desmantelamento de colonatos na Cisjordânia

Tamanho do texto Aa Aa

Jerusalém assistiu esta noite ao maior protesto desde a retirada da Faixa de Gaza, há cinco meses. Cerca de 30 mil colonos israelitas, segundo os media hebraicos, cem mil de acordo com os organizadores, juntaram-se no centro da cidade santa gritando slogans contra o primeiro-ministro interino como “Ehud Olmert é mau para os judeus” ou “Olmert o teu lugar é na prisão”.

Na base de tudo está a violência que na quarta-feira envolveu o desmantelamento de casas no colonato ilegal de Amona, na Cisjordânia, e que fez perto de 200feridos entre colonos e polícia. Um dos manifestantes explica que pedem um inquérito e que Olmert ponha fim a esta sua política que vai conduzir a uma guerra civil. Os colonos temem que o desmantelamento de casas em Amona seja um indício de uma futura retirada da Cisjordânia. Ehud Olmert deu ordens para desmantelar 24 postos ilegais na Cisjordânia. Trata-se de um risco, mas as sondagens continuam a mostrar o partido Kadima como vencedor das legislativas de Março.