Última hora

Última hora

Manifestante vestido de terrorista suicida pede desculpa

Em leitura:

Manifestante vestido de terrorista suicida pede desculpa

Tamanho do texto Aa Aa

O muçulmano britânico que se vestiu de terrorista suicida na manifestação de sexta-feira em Londres contra as caricaturas de Maomé decidiu apresentar desculpas públicas.

Políticos e media do Reino Unido acusaram a polícia de nada fazer contra os apelos à violência e às ameaças de uma repetição do 11 de Setembro na Europa. Omar Khayam esteve no centro da polémica. “O meu método de protesto ofendeu muitas pessoas, especialmente as famílias das vítimas dos atentados de Julho. Não foi esse o meu objectivo. O que aconteceu em Julho foi uma tragédia nada islâmica. Não apoio estes actos criminosos. Não apoio terrorismo ou extremismo. Quero pedir desculpa sem reservas e do fundo do coração às famílias das vítimas. Compreendo que foi errado, injustificado e insensível ter realizado um protesto desta maneira”, declarou. As imagens da manifestação estão a ser analisadas pela polícia britânica que anunciou que detenções e outras acções legais serão realizadas na altura apropriada, facto que não deve ser visto como inactividade.