Última hora

Última hora

Protestos continuam no mundo muçulmano e a violência sobe de tom

Em leitura:

Protestos continuam no mundo muçulmano e a violência sobe de tom

Tamanho do texto Aa Aa

Confrontos entre as forças de segurança afegãs e centenas de manifestantes que protestavam em Mitharlam, centro do Afeganistão, contra a publicação dascaricaturas de Maomé provocaram três mortos e vários feridos. A polícia disparou tiros contra a multidão depois desta ter também lançado pedras e facas.

No Irão, cerca de 300 manifestantes atiraram pedras, petardos e ovos contra a embaixada da Áustria em Teerão, estilhaçando os vidros da chancelaria, em protesto contra a publicação dos cartoons. A Áustria detém actualmente a presidência rotativa da União Europeia facto que poderá justificar o ataque. Na Indonésia, três centenas de pessoas concentraram-se frente à embaixada dinamarquesa em Jacarta. Trata-se do segundo protesto no país com a maior população muçulmana do mundo, 220 milhões, depois de na sexta-feira alguns manifestantes terem entrado na recepção da embaixada. Desta vez as equipas de socorro intervieram para evacuar alguns feridos.