Última hora

Última hora

Cidades europeias acolhem protestos pacíficos contra caricaturas de Maomé

Em leitura:

Cidades europeias acolhem protestos pacíficos contra caricaturas de Maomé

Tamanho do texto Aa Aa

As manifestações contra as caricatura de Maomé invadiram este sábado muitas cidades europeias mas não há registo de incidentes.

Em Londres, quatro mil pessoas de todas as religiões juntaram-se frente à embaixada dinamarquesa para contestar a publicação dos desenhos, o aumento da islamofobia e pedir calma. O protesto pacífico, apoiado pelo presidente da câmara da capital britânica, foi forte embora contraste com a violência das palavras ouvidas na semana passada no mesmo local. “Sim à liberdade de imprensa, não aos insultos da imprensa” foi também um dos slogans ouvidos na Alemanha. Berlim e Dusseldorf acolheram os maiores protestos, com a polícia pronta a intervir a qualquer sinal de violência ou incêndio de bandeiras. Manifestações também em França. Em Paris foram quatro mil os participantes. Em Estrasburgo dois mil, com cartazes bem mais moderados que as declarações do líder do partido dos Muçulmanos de França. Mohammed Latréche afirmou que: “Quando se acorda o mundo muçulmano com o nome do profeta, o guia, cria-se a união dos muçulmanos quer sejam salafistas, integristas, islamitas ou terroristas”. A comunidade muçulmana em França é composta por cinco milhões de pessoas e os seus representantes pretendem levar a tribunal os jornais que publicaram as caricaturas.