Última hora

Última hora

Grécia e Itália confirmam primeiros casos de gripe aviária

Em leitura:

Grécia e Itália confirmam primeiros casos de gripe aviária

Tamanho do texto Aa Aa

Os primeiro casos de gripe aviária detectados na União Europeia foram anunciados este sábado depois de Grécia e Itália terem confirmado a presença do vírus H5N1 em cisnes selvagens. As autoridades italianas continuam a analisar as aves encontradas mortas na Sicília e nas zonas de Puglia e da Calábria, no Sul do país. O governo já anunciou que vai banir o transporte de aves susceptíveis de contraír o vírus nas três regiões.

Oficiais de saúde sicilianos afirmaram que os animais encontrados terão vindo da Rússia, seguindo o percurso migratório que ocorre de Nordeste para Sul nesta altura do ano. Por outro lado, fontes do Ministério da Agricultura grego confirmaram que os testes feitos em três cisnes encontrados no Norte da Grécia revelaram que as aves morreram em consequência do H5N1. Os responsáveis sanitários de Itália garantem que o país está preparado para combater um eventual epidemia. No entanto, desenvolvimentos recentes que alertam para a possibilidade de uma mutação do vírus H5N1 poder transmitir a gripe aviária entre humanos, mantêm populações e governos em alerta. O vírus da gripe aviária matou quatro pessoas na Turquia e já fez pelo menos 84 vítimas mortais na Ásia, desde o início da epizootia em 2003.