Última hora

Última hora

Gripe das aves detectada na Eslovénia

Em leitura:

Gripe das aves detectada na Eslovénia

Tamanho do texto Aa Aa

A gripe das aves atinge um terceiro país da União Europeia. A Eslovénia detectou o vírus num cisne selvagem e já pôs em acção o plano de emergência europeu. A vizinha Áustria seguiu o exemplo por precaução.

A acção imediata das autoridades nacionais agradou a Bruxelas, que vai transformar o seu plano de combate à epizootia num mecanismo automático que se possa aplicar sem esperar a luz verde da Comissão Europeia. Por entre os apelos a uma maior vigilância tenta-se evitar o pânico da população. Giovanni Rezza, perito em doenças infecciosas, afirma que há o risco que “o vírus, ao passar dos animais ao homem, sofra uma mutação e permita o contágio entre humanos. Tal tornaria o vírus extremamente contagioso”, mas por agora tal ainda não acontece. Na Eslovénia, não se sabe ainda se o vírus descoberto é o H5N1, confirmado ontem em aves encontradas no Sul de Itália, na Grécia e, fora do território dos Vinte e Cinco, na Bulgária. As medidas de prevenção e combate incluem restrições ao transporte e venda de aves, assim como a caça e a criação ao ar livre. Mesmo em países onde não há casos registados tenta-se restabelecer a confiança dos consumidores. Nicolas Hofman Hervé, empresário francês, explica que já foi obrigado a despedir nove pessoas e se a crise se mantém vai ter de despedir mais. A epizootia começou em 2003 na Ásia e a propagação tem seguido o percurso das aves migratórias.