Última hora

Última hora

Parlamento Europeu defende liberdade de expressão como valor europeu

Em leitura:

Parlamento Europeu defende liberdade de expressão como valor europeu

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu tentou responder à escalada da violência no mundo árabe no seguimento da publicação das caricaturas de Maomé. A eurocâmara iniciou um debate parlamentar sobre a liberdade de expressão na no velho continente.

Em Estrasburgo esteve o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, que no seu discurso defendeu que “a liberdade de expressão faz parte dos valores e das tradições da Europa e por isso não é negociável. Como todas as liberdades, a sua preservação depende do uso responsável por parte das pessoas.” Durão Barroso condenou ainda os ataques de que têm sido alvo as embaixadas europeias nas últimas semanas. Sobre esta escalada da violência, o antigo primeiro-ministro dinamarquês, Poul Nyrup Rasmussen, referiu que não se trata de um “conflito entre religiões ou civilizações. O que se viu foram actos ignorantes que criaram sentimentos de humilhação e de insulto que foram utilizados por extremistas para gerarem ódio e violência.” Por este motivo, Rasmussen apelou a que não sejam aplicadas sanções, mas a que se reforce “a cooperação política e económica”. Os deputados europeus deverão aprovar esta quinta-feira uma resolução na qual defendem que a liberdade de expressão é um valor fundamental da União Europeia.