Última hora

Última hora

Autoridades filipinas temem que os 1800 desparecidos estejam mortos

Em leitura:

Autoridades filipinas temem que os 1800 desparecidos estejam mortos

Tamanho do texto Aa Aa

As esperanças de encontrar sobreviventes do deslizamento de terras nas Filipinas são poucas. As autoridades começam a dizer que o balanço final poderá chegar aos 1800 mortos.

Até agora foram recuperados 65 cadáveres e resgatadas 57 pessoas com vida. As operações de socorro recomeçaram na aldeia de Guinsaugon que ficou soterrada com o deslizamento de terras na sexta-feira. As equipas de salvamento concentraram esforços durante o dia no local onde antes havia uma escola. Na hora da tragédia, 250 alunos estavam a ter aulas com pelo menos seis professores. As autoridades garantem agora sem margem para dúvida que não há qualquer sobrevivente. As chuvas, que ainda não terminaram, deixaram o terreno muito instável, e, temendo novos deslizamentos de terras, 11 adeias vizinhas de Guinsaugon foram evacuadas, os mais de dois mil habitantes foram levados para local seguro. Os Estados Unidos ajudam nas buscas e no apoio humanitário com perto de mil soldados e quase 20 helicópteros. Nos hospitais as equipas médicas não têm mãos a medir.