Última hora

Última hora

Gripe das aves: Alemanha regista contaminação do território nacional

Em leitura:

Gripe das aves: Alemanha regista contaminação do território nacional

Tamanho do texto Aa Aa

Berlim tenta evitar a propagação da gripe letal no território continental, depois de quase 60 aves terem morrido na ilha turística de Ruegen, no mar Báltico, vítimas do vírus H5N1, a estirpe mais patogénica do vírus da gripe das aves. Ruegen está a 200 quilómetros de Berlim. Casos de contaminação no continente foram confirmados pelas autoridades ao fim deste domingo.

A chanceler alemã, Angela Merkel, fez este domigno uma visita surpresa à ilha onde o exército já iniciou uma campanha de descontaminação e onde vários animais de algumas explorações avícolas foram sacrificados. Em Berlim a população está preocupada, teme-se uma psicose semelhante à vivida em Itália e Grécia, onde vários animais mortos com o vírus foram encontrados, o que levou à quebra nas vendas de produtos avícolas. Em Itália na ordem dos 70 por cento, na Grécia entre 40 a 50 por cento. As autoridades italianas confirmaram entretanto a 10a morte de uma ave com a gripe letal, desta vez na Umbria. Em França, para já, as vendas desceram em 15 por cento. O país é o maior produtor de aves da União Europeia. Bruxelas vai ser palco esta segunda-feira de uma reunião dos ministros da Agricultura dos 25, no entanto a Comissão pouco pode fazer no que toca à quebra das vendas, já que as ajudas comunitárias não se aplicam nestes casos onde os consumidores deixam de comprar por receio. Desde 2003, 171 pessoas em todo o mundo foram infectadas como vírus H5N1, 93 delas morreram. Centenas de milhares de milhões de aves já foram sacrificadas por causa do vírus.