Última hora

Última hora

Alastramento da gripe das aves deixa Europa inquieta

Em leitura:

Alastramento da gripe das aves deixa Europa inquieta

Tamanho do texto Aa Aa

O alastramento do vírus da gripe das aves está a assumir contornos preocupantes na Europa. O consumo de produtos avícolas está a ressentir-se da onda de pânico que assola o continente. Por isso, as medidas de combate à doença, que afecta já sete países da União Europeia, vão estar na ordem do dia na reunião de ministros da Agricultura dos Vinte e Cinco, agendada para hoje em Bruxelas.

A ajuda financeira ao sector e a eventual campanha de vacinação de animais de capoeira, algo já preconizado pela França, vão também ser debatidas. Entretanto, na Alemanha, os casos de gripe das aves em animais migratórios alastraram já da ilha báltica de Rugen para o território continental. Como medida preventiva, as autoridades regionais de Mecklemburgo-Pomerânia abateram todas as aves de uma exploração avícola devido aos eventuais riscos de contaminação. O rápido avanço do vírus está a preocupar o governo federal e a motivar críticas à lenta reacção das autoridades regionais. Por isso, a chanceler Angela Merkel visitou ontem a região. “Por enquanto é importante pôr em prática todas as medidas que mantenham os animais migratórios afastados das aves de capoeira. A boa notícia é que ainda não há registo de infecção em animais domésticos”, afirmou a chanceler alemã. Para tentar minimizar os riscos de alastramento da epizootia, uma unidade especial de descontaminação do exército germânico foi enviada para Rugen, para controlar os acessos e proceder à desinfecção de todos os automóveis que atravessam a ponte entre a ilha e o território continental alemão.